Hollow Trees Megaton 2022

As vezes me pergunto pra que tudo isso. Normalmente esse pensamento vem quando estou me sentindo vulnerável. Em um barco desconhecido passando por uma tormenta , em um carro onde eu nao consigo me comunicar com o motorista e não faço ideia aonde estamos e se estamos no caminho certo… 

 

Nesse caso era final de maio, eu estava em Mentawai / Indonesia, no Awera Resort com a Bella. Ja era o fim da trip e apesar das poucas ondas boas na trip (padrão indonesia) estávamos muito bem hospedados no Resort. O nosso quarto era simplesmente um casinha style com uma piscininha private de frente pro mar. A comida era deliciosa e pra melhorar ainda tinha uma direita misteriosa na frente da casa. 

 

Durante todos os dias em Mentawai a direita não tinha funcionado ainda, mas olhando de fora tinha muito potencial, a bancada era gigante e a onda parecia ser bem definida, longa e tubular 😍. 

 

No mapa apontava um swell sólido, direção boa e vento também. A energia do era gigante 3600kjs. O Pessoal do Resort falava que o swell era bem bom pra direita ali na frente e estaria incrível, falaram também que ali era o único pico da região que o vento W seria terral. 

 

Em uma região pouco mais ao Sul uma grande e amiga Fotógrafa, Ana Catarina estava hospedada. O pico era Hollow Trees, e não parava de dar ondas perfeitas lá . Juro, no mesmo dia que eu surfava uma marola de 2 pés, a Ana me mandava fotos da galera entubando em pé em HTs. Ela botou bastante pilha pra eu ir no swell pra lá. 

 

Acordei, 24/05/22 abri a janela e parecia uma miragem! A Direita parecia incrível, linhas atras de linhas, algumas baforadas e ninguém na agua. Fiquei maluco, peguei minha prancha e fui correndo pro mar! Lá dentro tava um pouco mais difícil do que parecia de fora… O line up era gigantesco, tive bastante dificuldade de me posicionar, saber de fato aonde era a onda. As minhas primeiras ondas não consegui passar a sessão, a onda estava correndo muito, botei pra dentro de algumas mas a maioria espremeu. 

 

Depois de 1 hora na agua chegou o crowd e o vento virou bem lateral… Consegui pegar umas duas ondinhas legais mas nada demais. Sai da agua pro cafe da manha, estava feliz de ter surfado em um pico diferente, mas um pouco frustado com as ondas que surfei no tao esperado swell. Cheguei no Resort sentei para tomar cafe e quando abri meu celular a Ana tinha me mandado, “Nao acredito que voce não esta aqui” , seguido de algumas fotos da galera pegando uns tubos de 10 pés sólido. Fiquei maluco. Corri pra recepção do Resort e pedi para arrumarem um speed boat pra me levarem para Hts. 

 

Depois de 1 hora e 30min chegou o Speed Boat, um típico barquinho Indonesiano, baixo e comprido, com dois capitães que não falavam em ingles dentro. Pranchas dentro, mochila dentro, Eu dentro, Partiu! O Plano era navegarmos pra Hts (2hrs) , eu desembarcar na praia e no dia seguinte a tarde eles voltarem pra me pegar. No meio da travessia pegamos uma tempestade sinistra, muita chuva e vento, barco batendo muito. 

 

Cheguei em Hts por volta de 12:30 e vi a exata cena que eu queria ver. Tubos Gigantes, Baforada atras de baforadas e muita perfeição. Tava chovendo, mal tinha canal, pra eu desembarcar na reta foi bizarro, muita agua correndo e ondas reformando dentro do canal. Consegui arrumar um lugar pra deixar minha mochila e a prancha extra que eu tinha levado. Pensei, vou comer algo rápido e entrar na agua e ficar a tarde toda na agua. Consegui comprar um Fish Taco na frente da praia e fiquei olhando o mar. Apesar da perfeição tava dando medo. Poucos surfistas conseguiam fazer os tubos. Dava pra ver a força das ondas a cada baforada que passava. Era um dos mares mais pesados e perfeitos que eu ja tinha visto na indonésia. 

 

Acabei de comer, preparei a prancha, parafina, quilhas, strep, partiu agua! Quando eu piso na areia senti uma brisa no meu rosto. Quando botei o strep no pe essa brisa aumentou e em menos de 1 minuto o vento Maral entrou rasgando acabando com toda a perfeição que eu tava observando durante aquela ultima hora. Fiquei sem acreditar, triste, vontade de chorar… Só pensava por que eu não tinha entrado na agua assim que eu cheguei… Todos os surfistas saíram da agua, era momento de comemoração, a maioria falando ser o mar mais perfeito que ja tinham surfado, as melhores ondas da vida. Fiquei de canto mal, sem acreditar no que tinha acontecido, triste, mas de alguma forma tentando jogar uma energia positiva pro mar melhoras..

 

2:00 , 3:00, 3:30, o vento começou a girar, o maral comecou a virar terral e em algumas series o mar ja era outro. A perfeição tinha voltado. Peguei minha prancha e entrei no Mar, não tinha ninguém na agua…. No caminho pro Out Side ja vi varias ondas absurdas entrando. As maiores series vinham muito do outside bem volumosas e quando elas encaixavam na bancada virava um Túnel, gigante. 

 

Demorei um pouco pra conseguir me achar no pico. Quase todas as ondas que passavam por mim davam uma baforada bizarra. Nao tinha como errar ali, se vacasse naquele tubo a chance de ser explodido na bancada rasa de coral era grande… Depois de algumas series virei e fui na minha primeira onda. Dropei, fui bem na base e quando eu vi o double up sugando botei no trilho, quebrou uma bela placa e consegui passar la pro dentro e sair em uma baforada absurda. Foi uma descarga de adrenalina, so conseguia gritar e agradecer por eu estar ali naquele momento, Sozinho, totalmente conectado com a Natureza e com os meus instintos ! 

 

Consegui pegar mais uma muito perfeita, o tubo foi ate mais deep e longo que o primeiro. Eu tava sem acreditar em tudo que tava acontecendo. As pouco foram entrando mais algumas pessoas na agua, e a sessão rolou ate o final de tarde. Sao esses momentos que fazem valer a pena qualquer missão, perrengue ou dolares gastos, ou melhor investidos… hahaha

 

QUE DIA.

Hollow Trees Megaton 2022
TVB Shorts: The Vaz Brothers usa cookies para personalizar a comunicação e melhorar a sua experiĂȘncia no site. Ao continuar navegando, vocĂȘ concorda com a nossa PolĂ­tica de Privacidade.